No início deste mês foi dada a largada para a promoção em massa dos varejistas, sendo o primeiro impulso para as compras de fim de ano a conhecida Black Friday é importada da cultura americana, por lá esta “liquidação geral” acontece sempre no dia seguinte ao Thanksgiving, feriado de Ação de Graças.

Como brasileiro ama compras e promoção, desde 2010 vemos nossas lojas aderindo ao Black Friday e com ela vieram altos índices de reclamações por descontos maquiados que até renderam o apelido: Black Fraude.

Mas não vamos generalizar, não é mesmo? Fim de ano tem um clima de renovação e pede umas comprinhas! Então, para evitar cair em armadilhas e aproveitar os bons preços desta época, acompanhe nossas dicas para compras na Black Friday.

 

# 1. Conheça seus direitos

No Brasil, o direito do consumidor vale da mesma forma para produtos em liquidação como a Black Friday. É importante conhecer nosso direito de consumidor para não ser “passado para trás” durante uma negociação ou quando a compra é concluída.

  • Desistência do produto: chamado “Prazo de Reflexão”, para as compras feitas por telefone, catálogo ou internet, ou seja, outra forma que não seja no estabelecimento comercial o CDC (código de defesa do consumidor) garante o prazo de sete dias para desistir da compra mesmo que não haja problema com o produto ou serviço, contado a partir da aquisição ou de seu recebimento;
  • A empresa deve cumprir com a oferta do produto da mesma forma que foi veiculada;
  • No ato da entrega, só assine o documento de recebimento após examinar o estado da mercadoria. Havendo irregularidades, estas devem ser relacionadas, justificando assim o não recebimento;
  • O Código de Defesa do Consumidor estabelece o prazo de 30 dias para reclamações sobre problemas aparentes ou de fácil constatação no caso de produtos não duráveis e de 90 dias para itens duráveis, contados a partir de sua verificação. Essa reclamação pode ser feita para o próprio comerciante ou para o fabricante, à escolha do consumidor;

Para mais informações, a Defensoria Pública de SP lançou uma cartilha que ajuda os consumidores de todo território nacional a conhecerem seus direitos durante a promoção Black Friday.

Para visualizar, clique aqui: CARTILHA Defensoria Pública

 

# 2. Planeje as compras

Se você vai aproveitar a ocasião para comprar vários itens é importante planejar para evitar desperdício de tempo e dinheiro. É simples, basta responder a perguntas como estas:

  • O que vou comprar?
  • Quanto dinheiro tem para estas compras?
  • De que forma irei pagar?
  • Onde farei as compras?
  • Caso não encontre nesta loja (ou e-commerce) onde irei procurar?

Para reforçar seu plano de compras, coloque suas respostas no papel ou dispositivo eletrônico isso também vai te ajudar a segurar a onda e não comprar além do que deveria.

 

# 3. Verifique a reputação da empresa 

Principalmente para quem vai optar pelo e-commerce, o Procon- SP disponibiliza uma lista de sites que tiveram reclamação registrada no Procon; a lista ainda informa se o site está fora do ar ou não. Veja aqui : Sites que devem ser evitados

shopping-basket-1065675_1280

Leia+ Fuja das 5 ciladas do cartão de crédito

 

# 4. Conheça o desconto real

Para saber se a promoção é real e não “tudo pela metade do dobro”, alguns sites podem auxiliar comparando o valor do produto nos últimos 30 dias. Saber o valor do produto nas semanas que antecedem à promoção é fundamental para evitar cair em promoções falsas.

Bizoo

biz

Buscapé

busca

Leia+ 10 Mandamentos para comprar

 

# 5. Fique de olho nas promoções

Se você tem viagem programada e irá aproveitar a Black Friday original, nos EUA, vale acompanhar sites como o blackfriday.com que te informam sobre as promoções das principais lojas e marcas que participam da mega promoção.

 

Sabe de alguma dica que não mencionamos aqui? Queremos saber, deixe um comentário.

Até a próxima!

Leia+ Economize com e-commerce

 

Siga nas redes sociais:

 

Marcella é formada em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas. Estudou contabilidade empresarial e planejamento de orçamento familiar pela Fundação Getúlio Vargas. Apaixonada por fotografia e gastronomia.

Comments