A arte de repassar presentes

Quem nunca repassou um presente ou pelos menos trocou que atire a primeira pedra. Afinal, Presente repassado não é roubado! Veja como repassar presente.

 

É muito comum ganhar algum presente que não é exatamente “a sua casa”, e muitas vezes o presente fica acumulando poeira, pois não será usado, não pode ser doado ou repassado por consideração. Enfim isso significa TRALHA na sua casa. Aquele precioso espaço que poderia ser usado para armazenar coisas úteis ou melhor, poderia ter espaço livre.

 

Isso já aconteceu com você? A pessoa que ofereceu o presente, certamente investiu tempo, dinheiro e atenção. Esta atitude deve ser considerada, mas se ainda assim o presente não agradou, a roupa é do tamanho errado, com defeito ou o presente é algo repetido, pergunte com muito jeitinho, se é possível trocar, mas só se você tiver muita intimidade! Caso não tenha intimidade para sugerir uma troca e acredite, a maioria das pessoas ficam ofendidas com isso, o jeito é repassar!

 

 

Fique atento ao repassar presentes recebidos!

  • Anote em um caderno quem deu o presente – para evitar devolvê-lo sem querer e nem repassar no mesmo círculo de amizade;
  • Não se esqueça de retirar eventuais cartões ou identificação de quem presenteou anteriormente;
  • Capriche na embalagem – já que você economizou no presente;
  • Tenha certeza de que o presente – mesmo que repassado – combina com a pessoa;
  • Não fique preocupado em “dar desculpas” pelo presente. Alguém pode perceber que o presente é repassado.
  • Guarde em uma caixa presentes que você ganhou e use em emergências como festas de ultima hora ou falta de tempo de uma passadinho no shopping.

 

Se você ainda não se convenceu que é possível repassar presentes em nome de uma casa livre de tralhas, conjugue o verbo Presente do Indicativo:

eu repasso
tu repassas
ele repassa
nós repassamos
vós repassais
eles repassam

 

 

Gostou das dicas para repassar presente? Deixe um comentário!

10 thoughts on “A arte de repassar presentes

  1. Oi,
    Já me aconteceu isto. Quando casei há 6 anos atrás. A pessoa foi tão desatenta que quando abri o presente, o cartão da pessoa que mandou pra ela ainda estava lá dentro. Vê se pode???
    Mas eu também já repassei muuuuuitos presentes que recebi repetidos no meu casamento. Por exemplo, jogos de sobremesas. Recebi 16 no total. Não teve jeito, tive que repassar.

  2. Adorei !
    Isso acabou com minha “culpa”….
    Já estou pensando em “coisinhas” para repassar para as pessoas no Natal…

    Já vou começa minha lista de presentes de Natal com estes pequenos ( e novos ) presentes repassados…

    Ah, voce pode fazer um Post sobre PRESENTES DE NATAL ?

  3. he,he, he! minha mãe é a campeã mundial de repassamento de presentes!!! Muito organizada que é, mantém os repassáveis todos em uma caixa com um caderninho de notas!
    Mas confesso que presentes repetidos de casamento foram inevitáveis..

  4. Nossa!
    Será que ao ler os posts do blog meus problemas de bagunça crônica irão terminar?

    Só o tempo dirá. ^^
    Mas valeu pelo blog! linkei o seu blog no meu (da cor da sua paz), tudo bem?

    Parabéns por esse blog de super utilidade!

  5. Ahahahah….adorei – e me identifiquei, clarooo! – com esse post. Bjs!!

  6. confesso q cheguei aki por curiosidade.
    mas gostei do blog.
    bem útil pra nós bagunçeiros.

    ahh e concordo com a moça ali em cima. minha mãe também conserva todos os repassáveis em uma caixa personalizada.
    mas não tem jeito:
    demoro mas sempre acabo remetendo algum. :]

  7. Acho impossível ter alguém na face da Terra que não tenha feito isso. Eu tomo muiiito cuidado ao fazer, pois periga, numa desatenção, acabar repassando a quem não podia.
    De repente o que é ruim, feio, cafona, tamanho errado e desapropriado para nossa casa ou uso pessoal, cai como luva a outro, já que gosto e opinião é algo bastante singular. Agora, tem uns presentes que, sinceramente, fico acreditando que é para deixar explicíto que o outro não gosta de você…umas coisas que eu sequer penso, sonho em ter já ganhei!

  8. Sei de duas amigas (elas têm mais de 60) que trocam-se o mesmo presente (uma caixa de sabonetes) há uns 20 anos. A caixa já está com aparência de “amassada”. As trocas não são frequentes. Mas, começou com uma devolvendo pra outra como presente de aniversário. A outra ficou ofendida porque lembrou-se que foi ela que comprou. Devolveu na mesma moeda. E, assim tem prosseguido… Virou piada entre os familiares….

  9. Nunca repassei presentes, realmente não sei nem se teria coragem de dar para alguém aquilo que não serve pra mim, aquilo que não me agradou, aquilo que eu não quero também não desejo para as pessoas que gosto.

    Confesso que gardo na minha casa um monte de coisas inuteis só por lembranças ou por achar que algum dia vou precisar usar…

    Tem remédio pra isso?

Comments are closed.